Bacillus aryabhattai: da estratosfera a promoção de crescimento de plantas sob estresse hídrico

A espécie Bacillus aryabhattai foi descrita pela primeira por pesquisadores indianos que isolaram bactérias de altitudes entre 27 a 41 km. O epíteto específico foi uma homenagem ao famoso astrônomo indiano, Aryabhatta, que viveu no século V. Depois da descrição da espécie, em 2009, vários grupos de pesquisa, tanto do Brasil quando a nível mundial, verificaram que plantas de soja e milho quando inoculadas com algumas estirpes de B. aryabhattai ficavam mais tolerantes a estresses abióticos, como: hídrico e altas temperaturas. 

Safra após safra, os agricultores brasileiros têm sofrido com altas temperaturas e estiagem prolongada, impactando em baixas produtividades. A utilização de bactérias que ajudem as plantas a mitigarem a seca é uma ferramenta a mais que já pode ser utilizada na agricultura. Por exemplo, um grupo de pesquisa liderado pelo pesquisador da EMBRAPA Itamar Mello, verificou que plantas de milho cultivadas sob estresse hídrico e inoculadas com B. aryabhattai (RZS3), tinham quase o dobro do peso seco do que plantas não inoculadas. B. aryabhattai e outras espécies de Bacillus são facilmente multiplicadas utilizando a tecnologia Multibacter.

Bacillus aryabhattai crescimento planta

03/10/2019

Preencha o formulário abaixo para ganhar !