Controle biológico de doenças foliares mediado por bactérias

​Existem vários conceitos de controle biológico de doenças. Mas, em linhas gerais, controle biológico pode ser definido como a redução da densidade de inóculo ou atividades de um patógeno ou parasita que induz o desenvolvimento da doença. O controle biológico pode ser de dois tipos: (i) direto– quando o antagonista, ou agente de biocontrole, atua diretamente sobre o patógeno limitando seu crescimento ou (ii) indireto– quando o antagonista induz a resistência sistêmica da planta.

            No tópico de hoje abordaremos o uso de bactérias para o controle biológico direto de patógenos que causam doenças foliares. Entre os mecanismos utilizados, podem ser citados: hiperparasitismo, antibiose direta, competição por espaço e por nutrientes, dentre outros.

            As principais espécies de bactérias que promovem o controle de doenças na parte aérea das culturas de interesse agronômico são Bacillus subtilis, B. pumilus, B. amyloliquefaciens e Pseudomonas spp. Tais espécies bacterianas são encontradas em produtos comerciais e são facilmente multiplicadas on farm utilizando a tecnologia Multibacter®. Na Figura abaixo pode-se observar a antibiose promovida por Pseudomonas putida (ASN02) contra fungos e bactérias fitopatogênicas.

22/08/2019

Ganhe 10%
Preencha o formulário abaixo para ganhar !